Fórum Romano

Fórum Romano

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

9˚s Anos: Imperialismo Texto Complementar



A Revolução Industrial trouxe uma nova realidade para a política e a economia mundial, ressurgiam as políticas de exploração colonial iniciadas pelos Estados Modernos no século XVI. No final do século XIX, dois terços do mundo estavam sob o controle das potências industrializadas européias. Na alegoria abaixo, o escritor francês ironiza a situação:

“ Chegado a uma vasta praça, viu o pórtico de um palácio em estilo clássico. Enquanto, parado, ele o admirava com a cabeça tombada para trás, foi abordado por um homem de aparência modesta que lhe disse em pingüim:
- Vejo pelo seu traje que o senhor é da Pinguínia. Conheço a vossa língua sou interprete juramentado. Esse palácio é o Parlamento. Nesse instante, os deputados estão a deliberar. Gostaria de assistir à sessão?
Introduzidos em uma galeria, o doutor percorreu com os olhos a multidão de legisladores (...) O presidente levantou-se e balbuciou antes que articulou, em meio à desatenção geral, as Formulas seguintes, que o intérprete ia traduzindo para o doutor:
- Estando terminada a guerra pela abertura dos mercados mongóis a contento do Estado, proponho que as contas sejam submetidas à comissão de finanças...
- Nenhuma objeção?
- Proposta aprovada.
- Estando terminada a guerra pela abertura dos mercados Terceira Zelândia a contento do Estado, proponho que as contas sejam submetidas à comissão de finanças...
- Nenhuma objeção?
- Proposta aprovada
- Terei entendido bem? – perguntou o professor Obnubile. – O quê! Vós, uma nação industrial, engajada em todas essas guerras!
- Claro – respondeu o intérprete. – São guerras industriais. Os povos que não tem comércio nem indústrias não tem que fazer a guerra; mas um povo de negócios é obrigado a uma política de conquistas. O numero de nossas guerras aumenta necessariamente com a nossa atividade produtora. A partir do momento em que uma indústria não consegue escoar seus produtos, é preciso uma guerra que lhe abra novos mercados. Assim é que tivemos este ano uma guerra do carvão, uma guerra do cobre e uma guerra do algodão. Na Terceira Zelândia, exterminamos dois terços da população para obrigar os restantes a comprar guarda-chuvas e suspensórios.
Nesse instante, um homem corpulento que estivera sentado no centro da assembleia subiu à tribuna:
- Requeiro – disse ele – uma guerra contra o governo da República da Esmeralda que disputa insolentemente com os nossos porcos a hegemonia dos presuntos e salsichas em todos os mercados do mundo.
- Quem é aquele legislador? – perguntou o doutor Obnubile.
- É um negociante de porcos.
- Não há contestação? – perguntou o presidente? – Ponho a proposta em votação.
A guerra contra a República da Esmeralda foi votada com mãos levantadas por esmagadora maioria.
- Como? – disse Obnubile ao intérprete – Os senhores votam uma guerra com tanta rapidez e indiferença?
- Ora, é uma guerra sem importância, que não custará mais de oito milhões de dólares.
- E homens...”

Visões do imperialismo pelo escritor francês Anatole France no livro: A ilha dos Pingüins (1907) citação páginas 136-137




Em Resumo, comparando os regimes coloniais de exploração:




Orientação para comentário: Elabore um breve texto explicativo tendo as questões abaixo como roteiro. Não se esqueça de colocar seu nome.

1) Como Anatole France apresenta o imperialismo em seu texto?
2) Diferencie o colonialismo moderno e o neocolonialismo do século XIX.
2)Quais foram os interesses econômicos que provocaram a corrida colonial entre as potências européias?
3) Quais argumentos político-culturais foram utilizados para defender o imperialismo?
4) Relacione o texto e a segunda imagem.

37 comentários:

  1. O autor frances:Anatole France aborda o imperialismo atravez de diferentes formas como:abertura dos mercados ou seja busca por mercado consumidor,politica de conquistas,guerras industriais entre outros.O colonialismo moderno foi principalmente conquista de territorios e a colonização de povos atraves da implantação da linga e dos habitos,costumes diferentimente no novo colonialismo ou neocolonialismo teve como principais objetivos a busca por matéria prima e mercado consumidor para a venda de seus produtos. No texto acima encontra-se argumentos que justificam o imperialismo segundo o autor como:"São guerras industriais. Os povos que não tem comércio nem indústrias não tem que fazer a guerra; mas um povo de negócios é obrigado a uma política de conquistas. O numero de nossas guerras aumenta necessariamente com a nossa atividade produtora. A partir do momento em que uma indústria não consegue escoar seus produtos, é preciso uma guerra que lhe abra novos mercados." As imagens retratadas acima em minha opinião referem-se a teoria do darvinismo social:teoria RACISTA criada por spencer que defendia a ideia do direito do homem branco dominar outros povos pois seria natural"o superior dominar o inferior" assim como são retratados na imagem acima Nome:Lucas Glerean turma:9ano A

    ResponderExcluir
  2. Mateus Giampaoli Borin9 de fevereiro de 2011 09:40

    No texto de Anatole France o imperialismo é retratado de forma “banal”, os acontecimentos se sucedem como atividades cotidianas. Não há preocupação com o futuro das partes envolvidas neste processo.
    O colonialismo moderno e neocolonialismo ocorreram em épocas e territórios diferentes, mas tinham a mesma intenção de explorar e dominar países historicamente mais atrasados. Durante o colonialismo a principal atividade envolvida era o comércio, já no neocolonialismo o destaque era para a produção industrial. Nas duas épocas o capitalismo era o grande patrocinador, e a intenção era buscar matérias primas e garantir mercado consumidor estrangeiro.
    As potências européias pretendiam expandir seus domínios e se colocar adiante das outras através de avanços tecnológicos e industriais, buscando para isso se instalar em áreas como a Ásia e a África. Afirmavam que queriam espalhar o pregresso técnico-científico para o mundo.
    Tanto o texto quanto a segunda imagem mostram a despreocupação dos dominantes sobre os dominados. E reforçam a ideia de exploração dos brancos sobre os africanos e asiáticos.

    Mateus Giampaoli Borin / 9º ano A / nº 23

    ResponderExcluir
  3. Beatriz Vaz de Souza11 de fevereiro de 2011 11:24

    BEATRIZ VAZ DE SOUZA
    Anatole France apresenta em seu texto um nível de Imperialismo elevado, onde uma guerra seria necessária para acabar com a rivalidade entre os países para conseguir expandir sua nação. Nesse trecho: ‘’Os povos que não tem comércio nem indústrias não tem que fazer a guerra (...)‘’, Anatole diz que a rivalidade esta entre os países que possuem riquezas e indústrias em seu território e quer expandi-los em outros países mais pobres, para ter um lucro muito positivo. Naquela época o importante para um país com indústrias era ganhar riquezas, era expandir seus negócios, para que cada vez ficasse mais rico. Eles acreditavam que quanto mais rico, mais importante o país seria.
    Nesse trecho: ‘’A partir do momento em que uma indústria não consegue escoar seus produtos, é preciso uma guerra que lhe abra novos mercados. Assim é que tivemos este ano uma guerra do carvão, uma guerra do cobre e uma guerra do algodão. ’’ vemos que o Anatole France diz que é preciso que essa guerra aconteça, para abrir novos mercados, pois isso só ira trazer lucros. o argumento que foi utilizado para defender o Imperialismo é a necessidade de aumentar as indústrias e conseqüentemente aumentar o lucro, pois só ira movimentar a economia, alem de aumentar suas nações.
    Os interesses econômicos que provocaram a corrida colonial entre as potências européias eram bem simples, mas que faziam toda a diferença. Eram três, a mão-de-obra barata, o mercado consumidor e a matéria-prima.
    Há grandes diferenças entre Colonialismo Moderno e o Neocolonialismo do século XIX. As principais são que o Colonialismo acontece no século XV e XVI e o Neocolonialismo acontece no século XIX e XX. O Colonialismo surge a partir do capitalismo comercial e mercantil. Enquanto o Neocolonialismo esta relacionado a 2ª Revolução Industrial e ao capitalismo financeiro e monopolista. O Colonialismo é apoiado pelos Estados Absolutistas europeu da Idade Moderna. O Neocolonialismo é apoiado pelos Estados Burgueses e liberais da Europa Contemporânea (Estados Unidos e Japão). No Colonialismo os objetivos eram os produtos tropicais valiosos na Europa alem dos metais preciosos. No Neocolonialismo os objetivos eram mão-de-obra barata, mercado consumidor e matéria-prima, além do escoamento populacional e capital. No Colonialismo, as colônias ficavam na América, e no Neocolonialismo ficavam na África e Ásia. No Colonialismo a justificativa era um missão religiosa. Enquando no Neocolonialismo era uma missão civilizadora e de espalhar as teorias técnico-científico.
    O texto se relaciona bastante tanto com o Colonialismo quanto com o Neocolonialismo, pois o Imperialismo, que é a busca por terras para aumentar sua nação acontece em várias partes do mundo. O Imperialismo tem tanto um capitalismo comercial, pois precisava vender muito para conseguir continuar seu ‘’negócio’’, quanto no capitalismo industrial, pois a tecnologia esta bem mais avançada do que no século XV e XVI. Na questão de patrocinadores, o Imperialismo se relaciona somente com o Neocolonialismo. No Imperialismo, o importante era ter matérias-primas, para cada vez produzir mais e ter comércios com o exterior, essas características esta ligada com o Neocolonialismo. No Imperialismo, não estavam preocupados com a fé cristã, e sim com as novas descobertas como a técnico-científico, alem da missão civilizadora.

    ResponderExcluir
  4. 1- Como uma forma de pensar em si,tudo de seu país é melhor, no texto eles decidem invadir um pís através de uma votação, aparentam estar decidindo uma coisa sem importancia, sendo que estão falando de uma nação.
    2-As empresas multinacionais implantam suas filiais em paises subdesenvolvidos em que a matéria-prima,mão-de-obra e os impostos são mais baratos gerando assim mais lucros;após a revolução industrial as fábricas no século XIX não paravam de produzir queriam conquistar mais territórios, ter influencia sobre outros povos.
    2- O patriotismo,cada nação achava-se melhores que as outras em hábitos,valores.Eles queriam dominar territórios impor sua cultura.
    4-O texto retrata o imperialismo, onde povos como já ditos acima acham-se melhores que os outros na foto mostra um branco europeu é servido por uma criança de outro país onde é "inferior"para eles.

    9 ano B Barbara Picon

    ResponderExcluir
  5. O escritor Anatole France apresenta o colonialismo como forma de abrir novos mercados quando a industria esta com dificuldades de escoar produtos.
    O colonialismo moderno teve como objetivo maior descoberta de novas terras, expandir o cristianismo e explorar os produtos nativos.Ja o neocolonialismo foi mais uma procura de novos mercados consumidores e exploração de materias primas, assim com muita objetividade econômica.
    Os interesses econômicos no colonialismo europeu foi reserva se mercado e matérias-primas para a producão industrial.
    Os argumentos utilizados para defender o imperialismo foi que quando as industrias não conseguiam escoar os seus produtos era necessario abrir novos mercados consumidores.
    Quando os países europeus foram para a África, como eles se achavam superiores, obrigavam as pessoas nativas da região a fazer um trabalho do tipo escravo.

    Gabriel Ap. Miranda e Silva - 9° Ano A

    ResponderExcluir
  6. 1)Anatole France apresenta o imperialismo como: Brancos no ''poder'' negros na ''escravidão'', brancos são ''melhores'' que negros!

    2)Colonialismo,foi comandado pela Espanha e Portugal, que vão para continente americano querendo metais preciosos, matérias primas e produtos de genero tropical.
    Já Neocolonialismo, foi comandada pela França, inglaterra e alemanha, queriam explorar o continente africano procurando minérios, mercado consumidor para o excedente da produção, e viam tambem no continente uma valvula de escape para a parcela dos trabalhadores desempregados.
    2) As potencias européias queriam cada vez mais terras, e isso levou a corrida colonial!
    3)?
    4)SUPERIORIDADE que o branco tem comparado ao negro!
    GABRIELA CINTRA - 9º ANO A !

    ResponderExcluir
  7. O imperialismo foi uma fase muito marcante na historia não só da Europa como também de outros países.Tão marcante que muitos escritores escreveram livros sobre essa época, como o francês Anatole France com sua obra “A ilha dos Pingüins”.
    Essa obra apresenta o imperialismo como sendo uma situação onde há muitos motivos para se gerar uma guerra ou explorar um local e que isso era decidido em um piscar de olhos sem se importarem com os custos e as mortes.
    Os regimes coloniais de exploração, colonialismo moderno e o neocolonialismo ,são muito diferentes.O colonialismo moderno aconteceu no século XVI, o ponto principal de dominação era a América e a sua justificativa ideológica era a expansão da fé cristã; Já o neocolonialismo aconteceu no século XIX com o local principal de dominação a África, Ásia e Oceania e as justificativas ideológicas eram de civilizar as pessoas dos locais dominados porem,muitas delas eram escravizadas(imagem).Mas como toda exploração daquela época, haviam interesses econômicos sendo eles adquirir novos mercados consumidores e novos fornecedores de matérias primas.
    Para que as pessoas aceitassem o imperialismo, os países (muitos deles nacionalistas) deveriam utilizar argumentos político-culturais,alguns exemplos são:

    -O país é o mais superior;

    -O país é mais rico;

    -O país tem modos copiados por quase todo mundo;

    -O país tem o povo mais culto e educado.

    A conseqüência de tudo isso foi que, hoje em dia, muitos países que permaneceram dominados lutam por sua liberdade, através de guerras e ataques perdendo muitas vidas e dinheiro investido em armas, tudo como foi na 1ª guerra mundial.


    Marina C. Piovesana 9ºA

    ResponderExcluir
  8. Nathália M. Gravalos

    Oi Kerol, aqui está o texto com as perguntas

    Como podemos ver no texto, o autor apresenta, o imperialismo em forma de parlamento. Os integrantes faziam votação para decidir se iria fazer guerra contra algum lugar, e os motivos eram sempre econômicos, por exemplo: o lugar estava roubando o comércio de porco. O visitante ficou perplexo em saber sobre todas essas guerras. Mas é isso que é o imperialismo. Em conseqüência disso, surge o colonialismo, se dois modos: o colonialismo moderno e os neocolonialismo
    O colonialismo moderno se concentrava nas terras da América e seu objetivo era conquistas mercados consumidores e conseguir mais matéria prima. Já no neocolonialismo, apesar de um de seus objetivos era também conseguir matéria prima, tinha objetivos diferentes como conseguir mercado para a produção industrial e controle dos mercados externos, além de se concentrar em terras da África, Ásia e Oceania.
    O texto fala sobre como o colonialismo é decidido de um modo simples em parlamentos e a imagem mostra um “branco” usufruindo do povo da colônia em seu país. Assim, a imagem mostra o que os parlamentares estavam discutindo, o colonialismo, e o que eles realmente queriam desses países.
    Focando no colonialismo, houve muitos interesses econômicos que geraram a corrida colonial entre as potencias européias, como: possíveis mercados consumidores, matérias-primas e locais para investimentos de capitais. Para aplicar o colonialismo nos países mais fracos, eles usavam os argumentos político-culturais como: os países que eles declararam guerra estavam “roubando” marcado consumidor do país em que o parlamento está; eles lutavam pela aberturam dos portos de outros países e consideravam que um país de negócios tem que estar envolvido em conquistas e guerras, para abrir novos mercados.

    ResponderExcluir
  9. Anatole France fala sua opinião, em todo o texto, sobre o imperialismo ele diz que: ‘’São guerras industriais. O povo que não tem comércio nem indústrias não tem que fazer a guerra; mas um povo de negócios é obrigado a uma política de conquistas. O numero de nossas guerras aumenta necessariamente com a nossa atividade produtora. A partir do momento em que uma indústria não consegue escoar seus produtos, é preciso uma guerra que lhe abra novos mercados. Assim é que tivemos este ano uma guerra do carvão, uma guerra do cobre e uma guerra do algodão. Na Terceira Zelândia, exterminamos dois terços da população para obrigar os restantes a comprar guarda-chuvas e suspensórios.’’ A diferença entre o colonialismo moderno e o neocolonialismo do século XIX, é que hoje para se colonizar uma ‘área’ é preciso que você peça a permição do pais, e no século XIX qualquer uma entrava e dominava onde bem entendesse. Os grandes interesses econômicos que provocaram a corrida colonial entre as potencias européias foram os altos lucros comerciais. Para defender o imperialismo, eles usaram o argumento político-cutural que foram para os países não perderem sua cultura, língua, e religião, conforme o outro quisesse. A segunda imagem, se associa ao texto, porque era onde os hoemens iam dominar uma pais e faziam que todos que La abitavam, fossem seus ‘escravos’, não importando com a idade.

    Gabriela Piato 9°B numero:9

    ResponderExcluir
  10. Anatole France apresenta o imperialismo em seu texto, dizendo ser simples e óbvio que uma nação guerreasse e dominasse um determinado lugar, pois os países industrializados eram obrigados a ter uma política de conquistas, já que isso abria novos mercados e novas fontes de matéria prima. Quanto maior a atividade de produção do país, maior seria a necessidade de novas guerras.
    Uma guerra era decidida com rapidez e indiferença, desde que custasse barato. Mas ninguem se importava com os homens que iriam lutar, e muito menos com a sociedade do país conquistado, muitas vezes essa população virava até escrava.
    Nesse momento, as pessoas eram tão capitalistas que faziam tudo por dinheiro, sem se importar com mais nada!
    As diferenças entre o colonialismo e o neocolonialismo são que neste, o objetivo de conquista eram a África, a Ásia e a Oceania e o capitalismo era industrial. Já o colonialismo visava conquistar a América e seu capitalismo era comercial.Também haviam diferenças entre os interesses econômicos e as justificativas disso.
    Os interesses econômicos que provocaram a corrida colonial entre as potências européias foram a busca por mercados, o fornecimento de matéria prima e o controle de mercados externos para investimento de capitais excedentes.
    Os argumentos político-culturais utilizados para defender o imperialismo são a missão civilizadora de espalhar o progresso técnico-científico pelo mundo, além de favorecer a indústria do país colonizador.
    O texto se relaciona com a segunda imagem, pois mostra o imperialismo, já que o homem branco passa a "dominar" e a "mandar nos negros, como mostra a menina negra abanando o homem branco na imagem. A missão dos brancos era de civilizar a Ásia e a África, mas acabaram abusando desses negros!


    Giovanna Beneducci 9ºB

    ResponderExcluir
  11. Alice:


    O imperialismo

    Anatole France apresenta o imperialismo em seu texto como se tudo fosse fácil, e que o país era poderoso e poderia fazer uma guerra á qualquer hora ou momento, que era muito fácil, pois os países tinham dinheiro e homens e como eles se achavam bons e fortes, nunca iriam perder, então eles gastavam dinheiros e arriscavam a vida de homens, para ganhar mais dinheiro.
    Mas o principal motivo das “guerras” era por causa da revolução industrial, era uma luta por mercados, e então ressurgiu a política de exploração colonial novamente, havia algumas diferenças que eram as seguintes:
    As diferenças entre o colonialismo moderno e o neocolonialismo do século XIX são as seguintes: no colonialismo moderno era capitalismo mercantilista, interesse comercial como exploração de produtos coloniais e garantia de mercado consumidor para as produções européias, foi patrocinado pela burguesia européia que dizia que o objetivo era a expansão da fé cristã. E no neocolonialismo os interesses eram industriais, eles buscavam matérias primas e mão de obra barata nos países, buscavam mercado para a produção industrial e a burguesia dos estados da Europa e da América do norte tinham a justificativa de missão civilizadora de espalhar o progresso técnico-científico pelo mundo.
    Os interesses econômicos que provocaram a corrida colonial foram industriais porque a Europa tava se industrializando e precisava de matérias primas e mão de obra barata e mercado consumidor.
    Tudo isso fazia parte do imperialismo, e essas “guerras “ ou corridas coloniais foram citadas no texto de Anatole France, “ A ilha dos pingüins “e um argumento que chama bastante atenção e que defendeu o imperialismo foi esse:
    “Ora, é uma guerra sem importância, que não custará mais de oito milhões de dólares.
    E homens...”
    A imagem abaixo do texto se relaciona com o texto, pois “prega” o imperialismo, na imagem um europeu deitado e relaxando, enquanto a criança africana abana-o, isso é um exemplo de imperialismo.

    ResponderExcluir
  12. Isabela Drieli Prudente de Oliveira20 de fevereiro de 2011 12:57

    O escritor Anatole France apresenta seu texto de forma irônica, nele apresenta uma conversa sobre a dominação dos territórios da África, Ásia e Oceania, para conseguirem mão-de-obra, matérias-primas e consumidores.
    As diferenças são que no colonialismo a principal área de dominação foi a America, no neocolonialismo foi à África, Ásia e Oceania.
    A fase do capitalismo no colonialismo foi comercial, já no naocolonialismo foi industrial.
    Alguns dos interesses economicos no colonialismo foram à garantia de mercado consumidor para a produção européia e a exploração de produtos coloniais, no neocolonialismo foi à garantia de matérias-primas e o controle dos mercados externos para investimento de capitais excedentes.
    No colonialismo foi à expansão da fé cristã, e no neocolonialismo foi missão civilizadora de espalhar o progresso técnico - cientifico pelo mundo.
    A relação do texto com a segunda imagem é que na imagem aparece um europeu explorando pessoas da colônia, assim como no texto aparece um dialogo sobre a exploração dessas colônias (África, Ásia e Oceania).
    Isabela Drieli Prudente de Oliveira.

    ResponderExcluir
  13. Bianca Vizelli Rodomili

    1 - Anatole France apresenta o imperialismo com ironia. Ele apresenta uma conversa sobre a dominação dos territórios na Asia, Oceania e África, para conseguirem matérias-primas, mão-de-obra e consumidores.

    2 - A diferença do colonialismo e neocolonialismo é que, no colonialismo a principal área dominada foi a America e no neocolonialismo foi a Ásia, Oceania, e Ásia. A fase capitalista no neocolonialismo foi industrial, agora no colonialismo foi comercial.

    3 - Os interesses econômicos eram mercados consumidores para os excedentes industriais, e investimentos de capitais.

    4 - A expansão da fé cristã, e a missão de expandir o progresso técnico e cientifico pelo mundo todo.

    5 - A relação do texto com a segunda imagem é que, na imagem, aparece um francês explorando uma criança que é provavelmente do território que ele conquistou, assim como no texto aparece um dialogo sobre conquistarem esses territórios e que não medem esforços para isso mesmo se homens do próprio país morrerem.

    ResponderExcluir
  14. O texto critica o imperialismo falando que são guerras industriais, onde os interreses econômicos são os motivos, sem ligar pelas consequências, é uma política de conquistas lucrativa para as indústrias.
    No imperialismo os argumentos político-culturais utilizados para defendê-lo são a missão civilizadora, que espalha o progresso técnico-científico pelo mundo, e a expansão da fé cristã.
    Na segunda imagem desmenti este fato, pois os brancos estão se aproveitando da situação e tirando vantagem do povo nativo forçando-os a os servir.
    Os interreses econômicos foram à busca de matéria prima e mercado consumidor, já que a Europa estava passando por uma era de industrialização que era necessário de carvão, ferro, petróleo, etc. para terem forte crescimento, além da mão-de-obra barata. Assim teriam um grande lucro com seus produtos industrializados
    Podemos ver que há grandes diferenças do colonialismo moderno e o neocolonialismo do século XIX, pois atualmente ainda países exploram os outros sem permição, desmatando suas florestas, rios, etc. mas eles fazem isso “indiretamente”,já em XIX era mais intenso.



    Andressa F.-9°ano b-n°2

    ResponderExcluir
  15. Anatole france começa falando sobre a revoluçao Industrial que foi um dos motivos que causaram o imperialismo(a partilha da Africa e a Asia).
    O Imperialismo Para eles e uma questao de evoluir "industrialmente" falando ; Parece ser como um julgo,em que esta sendo disputado terras."Os povos que não tem comércio nem indústrias não tem que fazer a guerra; mas um povo de negócios é obrigado a uma política de conquistas"(texto) esse trcho diz muito bem essa questao , e diz exatamente a superioridade que eles tem sobre os mundos subdesenvolvidos.
    Nesse Momento de imperialismo da para se dizer tambem que essa partilha pode-se chamar tambem de neo-colonialismo que acorreu na africa , asia e Oceania."E qual a diferença do neo-colonialismo e do colonialismo europeu ?-pergunta ____"isso e muito facil de lembrar o colonialismo europeu ocorreu na ameria na fase comercil do capitalismo a burguesia apoiou junto com os estado metropolitanos europeus e e queria garentir mercado expançao da fe crista foi a justificativa ideologica.Neo-colonialismo Africa asia e oceania como ja dito estava na fase no capitalismo industrial houve varios patrocinadores assim como .EUA ,JAP , Burguesia etc. Seus Objetivos erram reserva de marcado estrangeiro garantia de fornecimento de materia primas -carvao ferro petroleo-e esse foi o neo-colonialismo.
    Os unicos e poucos artigos que dao clareza de forma politica-cultural e no final quando se fala"- Ora, é uma guerra sem importância, que não custará mais de oito milhões de dólares.
    - E homens...”-.
    COmparando o texto a segunda imagem consigo perceber que esses capitalistas so querem espandir de forma industrial fazer os outros povos escravos e que a ironia causada no texto e a imagem tao frustrante.Isso e o Meu texto Matheus Moura



    oi Kerol espero que goste do meu pequeno texto mais acho que deu pra explicar. beijo ate a nota (yn)

    ResponderExcluir
  16. Nildo Netto - 9 Ano A

    O colonialismo moderno surge dentro do contexto do capitalismo comercial e mercantil e tem seu grande momento no século 16, os objetivos eram os produtos tropicais, valiosos na Europa e portanto interessantes para manutenção da balança comercial favorável, e os metais preciosos. Já no neocolonialismo está relacionado com a segunda revolução industrial e se concentra nos séculos 19 e 20, e os seus objetivos são matéria-prima, mercados consumidores e mão-de-obra barata.
    Anatole France apresenta o imperialismo em seu texto de uma forma que ele diz que os homens brancos tiveram a “responssabilidade” de civilizar o povo da Ásia e da África, se aproveitando se certa forma de povo que não era “civilizado”, mostrando isso na segunda imagem, na qual mostra um francês se aproveitando do resultado da civilização desse povo, se aproveitando dessa garota que está no chão.
    Os interesses econômicos que provocaram a corrida colonial entre as potências européias foram as matérias primas, como os minérios, devido a expansão do capitalismo.

    ResponderExcluir
  17. Lucas.c.sousa 9°B


    Anatole France diz em seu texto que para os imperialista(parlamento) tudo que não der lucros para eles será de menor importância , e se não der lucro e ser imposto na sessão , eles votariam com indiferença de qualquer jeito sem se importar o que aconteceria dependendo do seu voto.
    A diferença entre colonialismo moderno e neocolonialismo é que o colonialismo moderno é baseado em comercio e desenvolvimento de “capital” o; neocolonialismo é baseado na política e comercio.
    A corrida comercial entre as potencias econômicas foram provocadas para definir tinha melhor tecnologia e armas para guerra que aconteceria a qualquer momento.
    Os argumento utilizados para defender o imperialismo foram que os países precisavam de mercado consumido (que seria um território em outro continente: África ou Ásia) e queriam as matérias naturais que avião na queles territórios.
    O texto tem em comuna imagem que os mais ricos só se preocupavam com seus problemas e os dos outro não são importantes.

    ResponderExcluir
  18. Anatole France apresenta o imperialismo em seu texto de uma forma figurada através de uma historia sobre pingüins, que mostra um estrangeiro que chegou a uma cidade e foi ver como funcionava o parlamento de lá. Então através desse parlamento podemos ver como esse país se acha superior e no direito de dominar outros mercados, só porque seu mercado interno não esta suportando mais . Assim, podemos notar que eles entram em guerra facilmente por uma simples causa e que todos do parlamento estão de acordo e ainda propõem novas guerras que apenas custará oito milhões de dólares e de homens. Concluímos que, eles não se importam no que essas guerras afetam ou afetarão os outros, quanto isso custara ou se eles não podem usar esse dinheiro para uma causa melhor, mas sim se importam em conseguir novos mercados, matéria prima e terras (com o seu dinheiro e com seus negócios), que representa o imperialismo.
    O colonialismo moderno teve sua principal área de dominação sendo a America enquanto o neocolonialismo teve uma área de dominação bem maior sendo a África , Ásia e Oceania. Quando ocorreu o colonialismo, ainda estavam na fase comercial do capitalismo e no neocolonialismo na fase industrial. Os patrocinadores do colonialismo foram muito poucos comparado ao neocolonialismo. Os objetivos econômicos também foram diferentes o do colonialismo foi : garantia de mercado consumidor e garantia de exploração de produtos coloniais e do neocolonialismo foi: reserva de mercado para a produção industrial, garantia de fornecimento de matérias primas e controle dos mercados externos. A justificativa ideológica do colonialismo foi expansão da Fe crista e do neocolonialismo foi missão civilizadora de espalhar o progresso técnico-cientifico pelo mundo.Assim, podemos concluir que o colonialismo teve uma” intensidade” bem menor do que o neocolonialismo , pois o colonialismo não causou tantos danos as civilizações colonizadas quanto o neocolialismo causou. Podemos observar também que o neocolonialismo tinha como objetivo e justificativas idéias baseadas no imperialismo, não mais na simples colonização, pois já estava numa fase mais avançada do capitalismo e assim tinha idéias diferentes a respeito da colonização enquanto o colonialismo tinha idéias “ingênuas”.
    Os interesses econômicos que provocaram a corrida colonial entre as potências européias foram: buscam por matéria prima, mercados consumidores e conquistar novos territórios, o que chamamos hoje de imperialismo. Os argumentos político-culturais utilizados para defendê-lo foram que por serem potencias capitalistas se achavam no direito de pegar outros territórios para si e se achavam superiores aos negros.
    nome: Beatriz Assis 9º A

    ResponderExcluir
  19. Oi Kerol.
    Nao estou consiguindo achar artigos sobre o imperialismo.
    segue ai um tex to feito por um estoriador que tem um blog.
    http://maurosergiohistoriador.blogspot.com/2009/06/imperialismo-como-forma-de-dominio.html
    mande um e-mail pra mim pois nao quero ficar sem nota obrigado .(meu E-mail:moura-gato@hotmail.com)

    ResponderExcluir
  20. Anatole France apresenta o imperialismo no seu texto como se o que acontece nos países não fosse importante e que eles só se importam com o dinheiro e na imagem mostra que o capitalista não se importa com o que acontece com o povo daquele país e é assim mesmo que o texto mostra com o dialogo das personagens no parlamento.
    As diferencias são: o colonialismo aconteceu na America em quanto o neocolonialismo aconteceu na África, Ásia e Oceania. As fases do capitalismo também foram diferentes no colonialismo era o capitalismo mercantilista, voltado para o comercio e o outro era capitalista financeiro e monopólio voltado para a indústria. No colonialismo tinha a garantia mercado consumidor e garantia de exploração de produtos, já o neocolonialismo tinha reserva de mercado, garantia do fornecimento de matéria prima e controle de mercados externos. Suas justificativas eram bem diferentes uma expandia a fé cristã e a outra tinha a missão civilizadora.
    No colonialismo foram os artigos tropicais e os metais preciosos. Já o neo colonialismo foram o carvão, ferro, petróleo e materiais não ferrosos. Os argumentos são o modelo de civilização, o povo mais educado do mundo moderno, mais ricos e mais poderosos e foi o começo da industralizaçao do mudo moderno.

    ResponderExcluir
  21. Oi Kerol mandei meu txto no sab mas não sei se chegou... Mas aqui esta ele

    Como podemos ver no texto, o autor apresenta, o imperialismo em forma de parlamento. Os integrantes faziam votação para decidir se iria fazer guerra contra algum lugar, e os motivos eram sempre econômicos, por exemplo: o lugar estava roubando o comércio de porco. O visitante ficou perplexo em saber sobre todas essas guerras. Mas é isso que é o imperialismo. Em conseqüência disso, surge o colonialismo, se dois modos: o colonialismo moderno e os neocolonialismo
    O colonialismo moderno se concentrava nas terras da América e seu objetivo era conquistas mercados consumidores e conseguir mais matéria prima. Já no neocolonialismo, apesar de um de seus objetivos era também conseguir matéria prima, tinha objetivos diferentes como conseguir mercado para a produção industrial e controle dos mercados externos, além de se concentrar em terras da África, Ásia e Oceania.
    O texto fala sobre como o colonialismo é decidido de um modo simples em parlamentos e a imagem mostra um “branco” usufruindo do povo da colônia em seu país. Assim, a imagem mostra o que os parlamentares estavam discutindo, o colonialismo, e o que eles realmente queriam desses países.
    Focando no colonialismo, houve muitos interesses econômicos que geraram a corrida colonial entre as potencias européias, como: possíveis mercados consumidores, matérias-primas e locais para investimentos de capitais. Para aplicar o colonialismo nos países mais fracos, eles usavam os argumentos político-culturais como: os países que eles declararam guerra estavam “roubando” marcado consumidor do país em que o parlamento está; eles lutavam pela aberturam dos portos de outros países e consideravam que um país de negócios tem que estar envolvido em conquistas e guerras, para abrir novos mercados.

    ResponderExcluir
  22. Anatole France define o imperialismo de uma irônica, pois ele quis dar a entender que o imperialismo lutava por coisas desnecessárias.

    COLONIALISMO X NECOLONIALISMO

    Colonialismo: XVI e XVII
    Capitalismo comercial e mercantil, estruturado e apoiado pelos estados absolutistas.
    Objetivo: produtos tropicais (interessantes ara balança comercial), metais preciosos.
    Local das colônias: America

    Neocolonialismo: XIX e XX
    Segunda Revolução Industrial, capitalismo financeiro e monopolista, estruturado e apoiado pelos estados burgueses e liberais
    Objetivo: Matéria prima, Mercados consumidores e mão de obra barata
    Local das colônias: África e Ásia

    O que causou a corrida colonial entre as potencias européias, foi a busca de matérias primas mercados consumidores, metais preciosos.

    Em minha opinião a segunda imagem tem muito a ver com o texto, pois Ela esta representando um desfruto da bondade e a humildade dos africanos e asiáticos

    ResponderExcluir
  23. Valinhos, 25 de fevereiro de 2010
    Colégio Fundamentum
    Mariana Brenda Caldeira - Nº21 - 9º ano A


    1) O escritor anatole france aprensenta o imperialismo no seu texto de um modo irônico,nesse texto o escritor mostra uma conversa cujo o assunto é matérias-primas e a dominação da áfrica,ásia e oceania

    2) O colonialismo moderno é obrigatório ter um papel assinado por alguém responsável pelo território para uma outra dominação. O neocolonialismo podia-se dominar as terras sem problemas que ninguém iria impedir a exploração de matéria-prima e mão-de-obra.

    2) Os interesses econômicos que provocaram a corrida colonial entre as potências europeias foram que os países pioneiros estavam em falta de produtores para o vender mais produtos com preços altos e ter reserva de produtos para os comércios.

    3) Os argumentos políticos-culturais para defender o imperialismo foram falsos, dizendo que os habitantes do território ficariam civilizados e cultos.

    4) A relação do texto com a segunda imagem, é que os europeus exploram o país colonizado para usar a mão-de-obra, as pessoas para serem escravos e matéria-prima. E no texto aparece a conversa sobre essa tal exploração do país colonizado.

    ResponderExcluir
  24. Anatole France apresenta o Imperialismo como os grandes países ricos e desenvolvidos causando guerras com outros países, para abrir certos mercados. O que não e muito diferente do que ocorreu no séc. XIX, pois só o que mudou foi que em lugar de matéria prima e Mão de obra eram pedras preciosas.
    O interesse econômico entre as potencias européias durante o Imperialismo era grande o consumo e eles começaram a ficar com pouca matéria prima e com a industrialização havia muito desemprego gerando muitos pobres então eles perceberam que só uma guerra acabaria resolvendo os seus problemas, pois custariam muitos homens (pobres).
    Mas só uma guerra não adiantaria para eliminar os dois problemas, então eles partilharam a áfrica para conseguir matéria prima e enviar algumas pessoas que eles queriam.

    Gustavo Gomes 9ºB

    ResponderExcluir
  25. É claro ao ler o texto, que Anatole France vê o Imperialismo de maneira muito particular, porém, correta.Ele apresenta imperialismo como um conjunto de guerras necessárias para abrir novos mercados, e tornar um único país cada vez maior do ponto de vista indústrial, e os outros, cada vez menores.Isto, ainda acontece nos dias de hoje. Vemos grandes potências brigando por mercados consumidores na América Latina, Ásia e Oceania, coisa que acontecia no século XIX.Com interesses totalmente industriais, de tirar matérias primas e reservar mercados para produção industrial. Porém, vemos que hoje há um capitalismo que já não é mais monopolista. Por outro lado, o colonialismo europeu, tinha objetivos econômicos diferentes: queriam a garantia de mercado consumidor para a produção européia, e garantia de exploração colonial.Nessa época, os argumentos político-culturais para defender o imperialismo, se baseavam na expansão da fé cristã, enquanto no séc.XIX e em dias mais atuais, temos argumentos baseados na missão civilizadora e espalhar o progresso técnico-científico pelo mundo. Mas o que acontecia não era o que eles diziam. Vemos na foto, que a missão de ''civilizar'' os outros países, na prática, era apenas abusar desses países, e colocar os próprios interesses econômicos, na frente dos deles.

    Ana Luisa Conti Loesch

    ResponderExcluir
  26. Valinhos, 26 de fevereiro de 2011.
    isabela vedovelo vilanova. 9ºA nº14
    Em seu texto, Anatole France apresenta o imperialismo por meio de um pingüim que explica a um pingüim estrangeiro como são as guerras pelos mercados consumidores em seu país.
    O colonialismo do século XVI e o neocolonialismo do século XIX têm ao mesmo tempo muitas semelhanças e diferenças. As diferenças são: a área principal de dominação, que antes era na América e depois passou a ser os continentes restantes; a fase do capitalismo, que antes era mercantilista e depois virou financeiro e monopolista; os patrocinadores, que antes eram a burguesia comercial e os países metropolitanos europeus e depois a burguesia virou financeiro-industrial e acrescentaram-se as duas novas potencias da América do norte e da Ásia (EUA e Japão). Em objetivos econômicos, a mudança foi que no neocolonialismo havia controle dos mercados externos para investimento de capitais excedentes. Uma grande diferença foi a justificativa ideológica que mudou de tema: primeiramente era religiosa e depois virou tecnológica e cientifica.
    Os interesses econômicos que provocaram a corrida colonial entre as potencias européias foram: busca de mercado consumidor e busca de matéria prima para suas indústrias.
    O texto fala que os parlamentaristas decidiam com muita rapidez quando começar uma guerra por um espaço que haja mercado consumidor e matéria prima. Mas eles sabiam também, que no pacote estavam incluídas a mordomia e a exploração dos povos colonizados.

    ResponderExcluir
  27. Matheus Calheirani - 9° Ano B Número 15.

    Anotale France apresenta o imperialismo como predominante em seu texto, mostrando que a preocupação dos governos com as pessoas eram poucas, e sim com o lucro, gastos, etc. Ele mostra a ideologia percorrida na cabeça das pessoas no século, que era de explorar os fracos e travar guerras quando não tivessem onde explorar a não ser do inimigo.
    A diferença entre o colonialismo moderno, e o neocolonialismo do século XIX é que na época, era decidido entre um concelho os locais que seriam explorados, na 'cara dura' mesmo. Alem de explorar, eles acabavam com a cultura e acabavam matando pessoas. Uma vergonha para a nação. O Colonialismo hoje em dia, tem o mesmo jeito de exploração, entrementes é mais 'discreto' e só acabam explorando matérias primas.
    Os Interesses que provocaram a corrida colonial entre as potencias européias foram, alem de matérias primas, mão-de-obra semi escrava, território, ampliar seus mercados, assim expandido sua economia.
    Os argumentos político-culturais utilizados para defender o imperialismo, foram que os países imperialistas eram 'raças' superiores, e que se não obedecesse-os voce estaria desobedecendo um 'deus'.
    Relacionando a Imagem com o texto, cheguei a conclusão que o imperialismo sempre teve o objetivo de explorar, mais há diferenças entre a forma de exploração, o objetivo, que em um é comercial e depois industrial, e que a justificativa sempre é ridicula, uma mentira e uma forma de mentir a verdadeira realidade.
    Muito obrigado. :3

    ResponderExcluir
  28. Nessa epoca o imperialismo estava muito presente, a França é um exelente exemplo. Nessa época principalmente ela sempre se achou muito melhor e mais poderosa do que outros países. Por isso tentava se apoderar de outros e conquistar mais. Todos os países que faziam parte de grandes potencias estavam desejando cada vez mais colonização, isso porque com a tecnologia da rev. industrial aumentou ainda mais a produção, e com isso gerou uma grande necessidade de matérias primas. Os países imperialistas dominaram muitos povos de várias partes do planeta, destacando se os continentes Africano e Ásiatico. Assim os paises da Europa partiram para uma corrida pela conquista global, isso no final do sec. XIX e começo do sec. XX.
    A área principal de dominação europeia do sec. XVI no colonialismo era a America, os objetivos economicos eram a garantia de mercado consumidor pra produçao economica europeia, garantia de fornecimento de produtos coloniais(ex: metais preciosos). Ja o neocolonialismo tinha como principal area de dominaçao a África e a Ásia, e os objetivos eram reserva de mercado pra produçao industrial, fornecimento de materias primas como: carvao, ferro, petroleo e metais preciosos.
    A segunda imagem possue um homem branco sentado e uma menina negra o abanando com uma pena. Essa foto é um exemplo de imperialismo, afinal o homem esta relaxado e deitado "numa boa" e há uma menininha sentada no chão abanando o homem. Isto é, o homem se acha muito melhor que a criança a ponto de deitar na cadeira relaxado e fazer a criança o abanar sentada no chão super desconfortavel para que ele fique bem! É tão absurdo que a imagem passa a ser ridicula de tão absurdo que é. Mas é um exemplo de imperialismo.
    Julia Tocalino Morábito 26/02 as 18:49

    ResponderExcluir
  29. Gustavo C Fernandes N 13 9-A
    O imperialismo é retratado de forma sarcástica já que no congresso eles votam para declarar guerra com diversos países somente levantando a mão com total desprezo das vidas humanas como se eles fossem dispensáveis e facilmente repostos.
    No colonialismo a localização é diferente e os objetivos que antes era troca de matérias primas e agora compra de produtos industrializados em troca por matéria prima. A justificativa ideologia é a "evolução" dos países para o industrialismo com uma evolução para melhorar o desenvolvimento do país melhorando a qualidade de vida, a educação entre outros.
    Na imagem o branco europeu, imperialista, é servido pela população não importando a idade já que o branco é superior em nações colonizada já que eles estão fazendo o favor de colonizar eles. Os principais interesses são um mercado consumidor que compra com o preço que eles querem e vendam com o preço que eles querem eles não queriam ter de parar de produzir e manter a produção no pico.

    ResponderExcluir
  30. Gustavo C Fernandes N 13 9-A
    O imperialismo é retratado de forma sarcástica já que no congresso eles votam para declarar guerra com diversos países somente levantando a mão com total desprezo das vidas humanas como se eles fossem dispensáveis e facilmente repostos.
    No colonialismo a localização é diferente e os objetivos que antes era troca de matérias primas e agora compra de produtos industrializados em troca por matéria prima. A justificativa ideologia é a "evolução" dos países para o industrialismo com uma evolução para melhorar o desenvolvimento do país melhorando a qualidade de vida, a educação entre outros.
    Na imagem o branco europeu, imperialista, é servido pela população não importando a idade já que o branco é superior em nações colonizada já que eles estão fazendo o favor de colonizar eles. Os principais interesses são um mercado consumidor que compra com o preço que eles querem e vendam com o preço que eles querem eles não queriam ter de parar de produzir e manter a produção no pico.

    ResponderExcluir
  31. João Vitor Camata Bolognini26 de fevereiro de 2011 16:28

    Depois de ler o texto eu conclui que o imperialismo é uma guerra de industrias, quem vence é o que tem as suas industria mais desenvolvidas,um pais sem industrias não consegue nem entrar na guerra.Isso é bom para as industrias pois eles ganham mais dinheiro,isso é bom pois gera economia no pais.Já o colonialismo estavam atrás da America e queriam expandir a fé cristão alem de enriquecer,por isso varias potencias da Europa queriam ir atrás disso.
    A imagem 2 tem relação com o texto no aspecto de eles se sentirem superiores e achar que podem invadir e ensinar no jeito certo,de cultura religião,alem de os nativos se tornarem escravos dos colonizadores.
    João Vitor 9ºA

    ResponderExcluir
  32. Felipe Candido N 9 Ano 9
    Anatole Farça apresenta o imperialismo de forma ridicularizada fazendo sarcasmo dos participantes da assembléia já que eles tratavam a vida humana de forma desprezível e sem interesse, como o dinheiro fosse mais importante do que eles.
    O colonialismo tinha como interesses explorar a matéria prima da COLONIA E REVENDE-LA aos outros países da Europa, já o neo colonialismo tem como interesse vender diretamente para a colônia em troca de matéria prima para produzir mais e vender mais ainda.
    Os principais interesses eram a compra e venda de produtos e recursos, como o carvão mineral, por exemplo, e o expansionismo das metrópoles.
    Os argumentos utilizados para proteger o imperialismo foram a necessidade na superioridade de comercializar, de expandir o mercado e obter mais lucros.
    A relação entre a imagem e o texto expressa a submição das colônias e dos povos colonizados diante das metrópoles européias.

    ResponderExcluir
  33. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  34. O escritor Anatole France aprensenta o imperialismo no seu texto de um modo irônico, o escritor mostra uma conversa cujo o assunto são matérias-primas e a dominação da África, Ásia e Oceania.
    Os interesses econômicos que provocaram a corrida colonial foram as potências precisavarem de produtor para vender mais
    e com o preço mais elevado,e tambem ter reserva de produtos para o comércio.
    Os argumentos políticos-culturas para defender o imperialismo
    foram os seguintes:as pessoas do local dominado iam virar "pessoas" e que o mundo todo ia ficar com pessoas cultas.
    A relação do texto com a imagem número 2,é que na imagem o europeu aparece explorando o colonizado,e no texto aparece uma conversa
    falando sobre a exploração dos colonizados.
    GUSTAVO GAMA

    (com correção de coerência e erros ortográficos pela senhora professora

    ResponderExcluir
  35. Anatole France apresenta o imperialismo como se fosse uma obrigação do homem, assim incentivando o mundo. Porém o colonialismo do século XIX foi diferente do XVI,ele foi em busca de recursos, como matéria-prima e mão de obra para as empresas, usando o argumento de que estava querendo espalhar o progresso pelo mundo.

    Essa busca moveu quase toda a Europa, porém muitas vezes eles precisavam realizar guerra para conseguir, como mostra o texto.

    Vinicius Zanca

    ResponderExcluir
  36. Anatole France apresenta o imperialismo em seu texto de uma forma à criticá-lo sem dizê-lo diretamente como foi na realidade. Cria um novo mundo literáreo para o objetivo. Mostra como para uma potência econômica era fácil a tomada de um outro país menor, principalmente África e Asia, com o objetivo de controle e garantia de mercado-consumidor e fonte de obtenção de matéria prima para a produção industral, todos com fins de geração de capitais, sem dar a mínima importância para a "colônia". Diferenciamos este episódio com o colonialismo do séc. XVI, quando as colônias eram mantidas para a geração de produtos agrícolas(matéria prima)da América para uma potência colonizadora por meio do mercantilismo, principalmente Portugal e Espanha, quando o último foi Inglaterra, França, Alemanha, Rússia, Japão. Os argumentos pplitico-culturais usados para a explicação e justificação do imperialismo foi a expansção dos conhecimentos técnico-científicos para o mundo em uma missão civilizadora. Relacionamos o texto com a segunda imagem pelo fato de um rico(colonizador-potência) estar explorando uma menina negra(colonizada-país africano ou asiatico).

    Alexandre Parma, 9oA, 01

    ResponderExcluir
  37. Oi Kerol,td bem?
    Eu sou a Su, se lembra de mim? Sinto falta de vc, dos professores e da classe.
    Bjs, Susu

    PS.: Estevao te mandou um abraco e um beijao.

    ResponderExcluir