Aqui só tem História

Aqui só tem História

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

O Castelo de Evoramonte em Portugal

Entre as cidades de Évora e Estremoz se encontra Evoramonte, no Alentejo, em Portugal. Em meio a colinas repletas de plantações de cortiça, a pequena cidade parece parada no tempo.
Nós a visitamos no final da tarde. O castelo situa-se na colina mais alta e é possível avista-lo de longe, na Serra d'Ossa. 
A cidade localiza-se na parte baixa. 


Ao longe, no alto da colina, o castelo de Evoramonte. 


Durante a guerra de Reconquista portuguesa, por volta do século XII, a região do Alentejo era de fundamental importância para as tropas cristãs, lideradas por D. Afonso Henriques, na tentativa de expulsar os islâmicos do território. 

Antiga porta de São Sebastião, um dos quatro acessos da cidadela. 

No século XIV (1306), D. Dinis ordenou a construção de uma muralha para a proteção da população que desejasse viver na região.
Muito do que vemos hoje, remonta a esse período histórico. 

Muros remanescentes das antigas muralhas que cercam o castelo e oferecem uma magnífica vista do Alentejo

Porta de acesso lateral em estilo gótico



Ao pesquisar para nossa visita ao Alentejo, encontrei muitas vezes o nome de um guerreiro medieval chamado Geraldo Geraldes, ou Geraldo sem Pavor. Descobri que ele foi fundamental para o rei de Portugal durante o século XII, comandando seus guerreiros, salteadores e proscritos, lutavam com tamanha coragem contra os sarracenos islâmicos, que os ecos de sua audácia permanecem até hoje. 




O castelo de Evoramonte, construído com claros fins militares, é hoje uma reconstituição da antiga edificação, danificada por um terremoto que ocorreu no século XVI (1531). 
Construído com materiais de pedra e alvenaria, além de cantaria de granito, a forma circular faz do edifício único em Portugal. Os detalhes, nós esculpidos em pedras, estão nos quatro lados do edifício. É possível notar também as canhoeiras, saídas dos canos de canhões. 




A última grande batalha que Evoramonte viu foi entre os irmãos Pedro (Pedro I do Brasil) IV de Portugal e Miguel, disputando o trono em 1834, foi aqui que assinaram a paz e o acordo que definia o banimento de Miguel de Portugal. 


Para Saber Mais sobre Evoramonte: http://www.visitevora.net/evoramonte/

Florença: uma surpresa em cada beco, literalmente - A Igreja de Osanmichele

Em um quentíssimo dia de verão em Firenze,  saindo da casa de Dante, a procura de um local para descansar sem derreter e não sendo lojas, decidimos entrar em uma construção pela qual já tínhamos passado algumas vezes. Que surpresa linda! 


As origens do prédio são muito antigas, de origem lombarda,  do século IX, No local havia um oratório dedicado a São Michel in Orto que foi demolido por volta de 1239. 
No local, Arnolfo di Cambia construiu, por volta de 1290, uma loja para a venda de grãos. Embora fosse um local de comércio, não tardou a atrair peregrinos, ávidos por milagres atribuídos a imagem da Virgem, pintada em um dos pilares. 
Um grande incêndio destruiu a loja em 1304. 







Altar de Sant'Ana



E de presente, ao sair da Igreja, encontramos uma Madonnari, esses artistas que colorem Florença. 
Quando visitamos a cidade em 2012, haviam muitos, dessa vez, essa foi a primeira que encontramos. 



domingo, 17 de fevereiro de 2019

Dica de Leitura: A Idade Média Passo a Passo (7˚ano)


Para tornar as aulas sobre a formação da Idade Média mais dinâmica e interessante, vale apostar na leitura do paradidático: 

A Idade Média Passo a Passo
Autor: Vincent Carpentier
Ilustração:  Marie de Monti
Editora: Claro Enigma




Seria a Idade Média a Idade das Trevas? Por que esse período ficou conhecido como Média?






O período intermediário entre a Antiguidade e a Idade Moderna é repleto de elementos que estimulam o imaginário, nos assombram e também causam indignação: castelos, cavaleiros, servos trabalhadores, controle da Igreja, cotidiano das pessoas no feudo. Esse livro, colorido e ilustrado, assemelha-se a um guia prático, por meio de uma linguagem acessível, será possível descobrir muitos fatos históricos, aprofundando os conteúdos debatidos em sala de aula, além de muitas outras curiosidades, todas pautadas nas descobertas de arqueólogos.     

No final, o material ainda apresenta testes simples, mas que certamente envolverão os alunos a testar o que aprenderam a partir do aprofundamento.