Fórum Romano

Fórum Romano

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Peru: Lima: Parte I

Este post foi planejado há bastante tempo, mas a correria não me permitiu articula-lo como eu desejava. 
Viajar para o Peru era meu sonho desde que estava no Fundamental II, viajava nas aulas de História, que para mim eram tão cheias de magia e encantamentos... 
Me lembro que quando estava no 9˚ano fiz uma pesquisa na Feira de Ciências anual do Colégio que estudava sobre as civilizações pré-Colombianas, dados os recursos da época, lembro que ficou muito bonita! 
Mas os preços e as prioridades sempre fizeram com que esse destino estivesse em segundo plano. Quando, enfim, a oportunidade apareceu, as pesquisas começaram e o roteiro começou a ser planejado com muito cuidado e capricho. O problema é o mesmo de sempre: quero ver tudo e o tempo é curto! 
Começaríamos por Lima, uma vez que não é possível voar direto para Cusco. Fiquei maravilhada com as oportunidades que a capital oferece, além claro, de todas as suas peculiaridades como ser a única capital da América do Sul localizada no litoral, museus e sítios arqueológicos e os excelentes restaurantes. 
Ao chegar ao aeroporto Jorge Chaves, muito bonito e organizado, com atendentes simpáticos e prestativos, um susto: há muitos policiais e cães farejadores a procura de drogas e outros produtos ilícitos. Nossa mala foi parada, o cachorro estava alucinado. Ricardo abriu e, claro, o policial não achou nada, mas o cachorro estava mesmo muito irritado... seria um cheirinho de Mingau, nosso gato fofo? Sim, depois me lembrei que enquanto eu preparava aquela mala ele tinha entrado por ali e se esfregado todinho... 
O aeroporto fica a uns 30 minutos de Miraflores, bairro que escolhemos para ficar. O trânsito é caótico e barulhento e a frota, em geral, é velha. Foi um longo percurso pelo litoral, nosso primeiro contato com o Pacífico. 
O que primeiro chama a atenção são os paredões imensos que separam a cidade da praia. O guia nos explicou serem paredões artificiais, de contenção e proteção da cidade em caso de terremotos e tsunamis.

Incrível vista do Oceano Pacífico a partir do shopping Larcomar
A praia também é artificial. 

A primeira refeição foi na praça de alimentação do shopping Larcomar, com um vento gelado que vinha do Pacífico, mas não menos deliciosa: comemos vários tipos de ceviches e arroz com polvo. O sabor era ainda melhor do que os que havíamos experimentado aqui no Brasil. Pedimos um combinado de ceviche caliente, com o peixe empanado e frito, mas com o leite de tigre, como no tradicional, e vários outros mais "exóticos" de frutos do mar e molho agridoce. Achei tudo lindo e delicioso! 
 A Clara experimentou e amou a Inca Cola, refrigerante tradicional do Peru, com uma cor amarela que lembra detergente, mas é doce com xarope, eu a Chicha, bebida a base de milho roxo e especiarias, que achei muito saborosa (e, felizmente, não mais preparada como na época dos incas)
Nessa imagem tentei organizar um pouco de tudo o que comemos de diferente: ceviches (quente e tradicional), empanadas (deliciosas tanto as doces quanto as salgadas!), sanduíches vegetarianos com abacates em Aguas Calientes, risoto de quinoa (maravilhoso!) e o filé de Alpaca (com gosto muito forte, mas achei bem gostoso).
A apresentação dos alimentos é linda, os legumes e grãos são enormes. Fiquei impressionada com o tamanho e cores dos diferentes tipos de milho e ervilha que encontramos. 

Já no City Tour, Ana Clara comprou mais uma Inca Kola, ficou fã!

Durante o City Tour, estava empolgada e ansiosa para ver tudo o que eu havia lido e pesquisado sobre o centro de Lima, a agência de viagem que contratamos, a Viajes Pacífico, foi excelente em tudo.